O PERIGO DE TENTAR VIVER SEM RAÍZES

Para ter segurança em qualquer área da vida é preciso que o perigo seja isolado ou eliminado.

Os tempos atuais, recheados de descontinuidades, gente que começa e não termina, pessoas que banalizam a vida e a morte como se tudo fosse uma brincadeira de crianças, a busca do prazer imediato sem a paciência para plantar, cuidar e colher, a falta de autoestima e o desejo de desfrutar de tudo sem sentir o gosto da vida, demonstram que a humanidade vive um grande perigo por tentar viver sem suas raízes.

As raízes de uma pessoa são a sua família de origem, seus ancestrais.

Gosto muito de cultivar plantas. Já plantei muitas sementes e vi muitas árvores crescer.

Tenho e tive muitos contatos com as raízes das plantas e sempre as observo para aprender algo que possa aplicar à minha vida e nos atendimentos de cura e desenvolvimento integral. Quando alguma planta em crescimento é transplantada e, por algum motivo, suas raízes ficam danificadas ou cortadas, raramente sobrevive e quando não morre, acaba por não se desenvolver bem, quase nunca produz flores ou frutos, conforme sua espécie. Isso que acontece na natureza é muito parecido com o que ocorre com o ser humano.

Encontro crianças, jovens, adultos e pessoas com idades avançadas que correm muito perigo por insistirem em viver sem suas raízes ancestrais. E tudo começa com o reconhecimento do papel fundamental dos pais biológicos: eles são os elos que permitem a tomada da força que vem dos demais antepassados. Quem está com as raízes cortadas, os canais fechados ou estreitados pela recusa de receber o que vem dos pais, certamente, tem uma vida muito ameaçada pela falta de prosperidade material, emocional e espiritual.

A solução é cada filho, com humildade, ligar-se com a alma aos pais biológicos, tomando tudo o quem vem deles, sem criticá-los ou manter cobranças daquilo que seus genitores não podem lhe dar. Tomar humildemente os pais é livrar-se do perigo de ter uma vida que se encaminha para o menos, uma vida que vai se definhando energeticamente e fica sem força para escrever a própria história, além de ficar tentado culpar os outros pela infelicidade.

Tentar viver sem raízes é perigoso. Pense nisso e, caso não consiga fazer esse movimento de tomar os pais por si mesmo, procure a cura para sua alma e abra seus canais para receber uma grandiosa força que vem dos seus ancestrais, suas verdadeiras raízes. As raízes, conforme vejo quando lido com as plantas, nem sempre são esteticamente bonitas, estão sujas de terra e vivem escondidas, mas, sem elas, é impossível viver e realizar com sucesso sua missão no ciclo da vida! (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Constelador Familiar).

One thought on “O PERIGO DE TENTAR VIVER SEM RAÍZES

  1. nicolina Reply

    Todas as palavras ditas pelo nosso estimado Dr Aluísio Alves vem de um conhecimento, muitas buscas e muita dedicação para ser dedicado em favor daqueles que querem se libertar de uma alma prisioneira.
    Gratidao🌻

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *