QUEM OLHA PARA O AMOR ADULTO SE PERMITE VIVENCIAR NOVOS RELACIONAMENTOS

Somente quem toma a vida com respeito e gratidão percebe a força maravilhosa dos vínculos que são necessários para tecer a teia da existência. A vida só é possível porque conta com as uniões e os consórcios, em todos os reinos da natureza!

Tenho especial alegria em atender casais. Tem sido uma vivência muito proveitosa para conhecer os mistérios e os segredos que ficam nos bastidores da mente humana e como isso pode ajudar ou atrapalhar as pessoas a olharem de forma adulta para o amor. Todos a quem atendo desejam uma vida mais leve, mais feliz e com mais entendimento dos vários desafios que enfrentam no autoconhecimento e nas relações afetivas. Isso é muito sério e merece uma abordagem no mesmo nível.

Vivenciar um novo relacionamento pode ser o próprio casal que resolve recomeçar com posturas diferentes e podem ser pessoas que se separaram e querem outro relacionamento. A constelação do casal permite uma percepção mais abrangente das dinâmicas indesejáveis tais como a mentira, a humilhação, o descontrole financeiro, a infidelidade, a solidão, o menosprezo, a falta de assumir o relacionamento, dentre outras, sendo que algumas são ocultas, não são notadas pela consciência.

Aqui é necessária a libertação. E o que é isso, de acordo com minha vivência no campo da cura interior e da terapia, em geral? Libertar-se é deixar de lado o sentimento infantil e assumir-se como adulto e tomar a vida como algo cheio de desafios. Aqui não há espaço para a fantasia e o conto de fadas. Relacionamentos são protagonizados por pessoas reais, com qualidades e deficiências humanas. É isso.

Portanto, mesmo que a pessoa tenha experimentado algo ruim no relacionamento atual ou em outros passados, ela não precisa se condenar ao fechamento e à falta de confiança nos outros. Ela pode ser liberta se tomar a atitude de olhar como adulta para o amor e, assim, conquistar a energia extra para se permitir vivenciar novos relacionamentos, repito: com postura interna de adulto.

Para que o novo momento do casal tenha mais alegria ou para que a nova relação tenha mais fluidez, é preciso que cada parceiro esteja aberto para a cura interna, as despedidas no nível da alma, um novo movimento em relação aos pais biológicos…e a Constelação fará isso somente com os que se abrirem. Bert Hellinger afirmou que: ”O casal é uma comunidade de destinos. O homem abraça a história que está atrás da mulher e agradece! A mulher abraça a história que está atrás do homem e agradece! Assim, a união e o amor crescem! É tarefa da mulher ajudar o homem naquilo que é difícil para ele no seu próprio sistema e é tarefa do homem ajudar a mulher naquilo que é difícil para ela no sistema dela. Isso vale para o casal que permanece junto e também para os que já se separaram… Só assim os filhos podem vivenciar o céu na terra!”

Acrescento que isso é válido para os que não tem filhos e também para os casais com outras configurações, porque as leis sistêmicas se aplicam a todos os seres, independentemente das suas orientações. (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Constelador Familiar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *