COMO AJUDAR A FAMÍLIA A SE LIVRAR DE DESTINOS PESADOS

Muitas pessoas a quem já atendi, chegaram acreditando que elas e suas famílias estavam condenadas a repetir destinos pesados que acompanhavam várias gerações.

É compreensível esse sentimento, afinal, somente quem sofre com os problemas que se repetem na família sabe o quanto isso é desanimador. Geração após geração que não consegue escapar da miséria, de uma vida precária e sofrida materialmente; a mesma doença impiedosa se abatendo sobre pessoas tão boas da família e o mesmo acontecendo com seus descendentes; acidentes, suicídios, assassinatos e outros males se repetindo sem que haja um motivo fácil de ser percebido…quem teve isso ou ainda tem em sua família compreende exatamente o que estou falando: é muito triste e tira a energia para viver, realizar, amar, construir… até a fé fica abalada ou até desaparece!

A boa notícia é que isso não precisa continuar assim. Quando alguém do clã familiar se posiciona, encontra seu lugar e, amorosa e respeitosamente, sem querer culpar ninguém e nenhum ancestral, algo muito poderoso que estava latente no grupo familiar desperta e a transformação acontece. É maravilhoso receber mensagens por meio de todos os canais de comunicação que uso dizendo: “houve libertação”, “aconteceram curas”, “pessoas que não se falavam, voltaram a conversar”, “houve perdão entre parentes”, “a alegria de viver voltou à nossa família”, “a mágoa por conta da herança desapareceu”, “vamos nos reunir tal dia”, “esse ou essa integrante da família chorou e reconciliou com os filhos ou irmãos”…

Todos os males que se repetem geração após geração na família tem algo a dizer e enquanto alguém do grupo não abrir sua alma para escutar, a repetição continuará, porque o sistema é atemporal, significa que tanto faz algo agora ou algo que aconteceu há duzentos anos… tudo é visto como se fosse um eterno presente pelas forças que regem o relacionamento na família. Essas leis são muito antigas, são arcaicas e continuam atuando, a questão é que se a pessoa não parar para perceber e, a partir daí, se posicionar, os fatos continuarão a acontecer indefinidamente.

O mais surpreendente é que quando alguém recebe uma constelação, muda sua forma de ver a si, ao grupo familiar e a Vida. Em seguida, muitos membros da família ou pessoas muito próximas querem constelar também. Qual seria o principal motivo? Desejo de liberar-se para seguir mais leve e ajudar as pessoas a quem ama a encontrar um caminho mais suave nessa vida cheia de desafios e tão precária. Quando alguém recebe uma constelação, está ajudando toda a sua família a se livrar de destinos pesados. Algumas pessoas fazem isso num único movimento, outras, dependendo de suas histórias, precisam fazer outras constelações até que tenha a alegria de ver sua família curada e pronta para seguir a serviço da Vida! (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico e Constelador Familiar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *