MÃE, DINHEIRO E VIDA: BREVE ABORDAGEM SISTÊMICA

Em alguns períodos de nossas vidas o que mais precisamos é de cura do nosso relacionamento com as coisas materiais.

Muitos de nós atravessamos períodos – alguns muito longos – de gravíssima dificuldade de lidar com o dinheiro. O que tem a ver a mãe, o dinheiro e a vida, na visão sistêmica?

Deixe-me compartilhar algo muito diferente e impactante: certa vez, durante uma Constelação Familiar, Bert Hellinger, começou atender a um homem que se dizia com muita dificuldade na vida financeira, seus negócios todos estavam lhe dando prejuízo, há muito tempo e ele não sabia o que fazer. Hellinger lhe perguntou o que ele queria e aquele homem, depois de acrescentar que estava também com problemas sérios de relacionamento com um de seus filhos que se sentia excluído, disse que queria saber o que deveria fazer.

Ao colocar uma representante para a mãe do cliente, Bert perguntou a ela como se sentia e a representante disse: “triste”. O homem, nesse instante, começou a chorar. Hellinger lhe perguntou o que ele havia feito com a mãe e prontamente o homem afirmou que sentia não ter gostado da mãe como ela merecia. Após isso, foi resolvida a questão com os procedimentos curativos próprios da Constelação Sistêmica.

A mãe é a vida, é a nutrição, é o peito que amamenta e permite que os filhos vivam, cresçam e tomem a própria vida para seguirem bem. Isso é básico, embora alguns filhos, por questões de suas histórias de vida, tenham que sobreviver sem a presença física de suas mães, mas isso não impede que, ao tomar a mãe no coração, cada um deles tenha prosperidade material, emocional e espiritual. O problema se situa em outra região: a região da alma.

Para tomar a vida com prazer e alegria de viver, é preciso colocar a mãe na alma, sem nenhuma cobrança ou queixa; tomar a mãe do jeito que ela é porque do jeito que ela é já é suficiente para o filho lidar bem com as coisas materiais. Sua mãe tem tudo o que é necessário para você prosperar materialmente e em outras dimensões da vida, mas, enquanto você continuar emburrado ou de birra com sua mãe, a vida continuará sendo pesada para você.

Alguém pode estar se perguntando: por quê tem que ser assim? Respondo que a Vida tem uma arquitetura sutil e a nós cabe abrir a mente e o coração para aceitar e, sobretudo, testar para ver os efeitos. Quando percebemos os efeitos em nossas vidas, qualquer explicação se torna desnecessária. Muita explicação, na maioria das vezes, é uma forma de nos enganarmos a nós mesmos com palavrórios inúteis e vazios. Faça o teste e observe os efeitos em sua vida. Isso é o mais importante.

Bert Hellinger, na Constelação Familiar que eu estava contando antes, pediu ao homem que olhasse para sua mãe e dissesse: “muito obrigado, mamãe, estou rico, agora”. Recomendo que, mesmo sem entender a profundidade e a sutileza desse método maravilhoso de cura, que você, se estiver enfrentando dificuldades com a vida e o dinheiro, busque uma conexão mais forte com sua mãe. Ela simboliza o fluxo poderoso da vida, sem esse movimento da sua alma, pouco poderá alcançar, porém, faça algo e, caso precise de ajuda, não tenha vergonha de buscar porque a mãe tem uma ligação poderosíssima com a riqueza maravilhosa de todas as coisas e sente uma tristeza muito grande ao ver seu filho mendigando amor, vida ou dinheiro. Pense nisso e aja. (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Constelador Familiar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *