PESSOAS QUE “ENTRAM” NAS FAMÍLIAS E GERAM DIFICULDADES OU BÊNÇÃOS

Muitas pessoas “entram” nas famílias por vários motivos: aquelas que provocam ou são vítimas de algum acidente ou crime; outras, por meio de adoções diretas ou porque se tornam pais do coração por irem viver com as mães ou os pais de terceiros. Todas essas pessoas “entram” nas famílias e esses atos geram dificuldades ou bênçãos para o grupo familiar.

Alguns exemplos: quando alguém provoca a morte de alguém: isso faz com que se crie um laço muito forte com a família da vítima, com força de pertencimento. Quando alguém prejudica materialmente a alguém e essa atitude se reflete em toda a família do que foi prejudicado, cria-se, também laços que enfraquecem a ambos.

Outros exemplos: quando uma criança é adotada legal ou ilegalmente e é criada como se fosse um filho, geram laços de profundo amor entre ambos e isso deve ser considerado, honrado e é motivo de verdadeira gratidão porque houve bênção nesse tipo de atitude, desde que feita conforme a ordem natural das coisas, sobretudo, com respeito aos genitores. Quem adota e salva alguém de uma vida mais difícil ganha um lugar especial na alma de quem foi beneficiado e este precisa manifestar seu amor e agradecimento.

Em todos os exemplos, a “entrada” de pessoas na família provoca uma onda de alterações que podem ser para o que é negativo ou para o que podem ser bênçãos maravilhosas.

Quem quer seguir bem na vida, com saúde, alegria de viver e fluidez, precisa trazer isso à consciência para, caso precise de um tratamento com a medicina da alma, resolva tudo porque nossa vida é muito mais do que pensamos e segue leis sutis e desconhecidas, mas, que regem com força gigantesca nossas relações. Pense nisso e viva melhor! (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico e Constelador Familiar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *