A LEI DO EQUILÍBRIO ENTRE O DAR E O RECEBER

É muito interessante o quanto confundimos fazer o bem ou receber ajuda com a lei do equilíbrio entre o dar e o receber.

Esta é uma das leis que regem as relações entre as pessoas e principalmente rege o relacionamento entre os membros da família. É comum as famílias escolherem um ou outro membro para ser considerado “o coitadinho” e é incrível que muitas pessoas também se colocam como se oferecessem para fazer esse papel de coitado e frágil no grupo familiar.

Isso é Universal e precisa ser compreendido porque quando algum integrante da família precisa de um apoio, o que é natural, é importante, sim, que o grupo apoie, mas é fundamental que quem recebe o apoio faça algum esforço para decolar na vida.

Então, a lei do equilíbrio entre o dar e receber tem uma força muito grande porque quando é desrespeitada, acaba trazendo consequências tanto para o grupo quanto para a pessoa. A importância de se equilibrar entre o que você recebe e o que você dá é fundamental. Por exemplo, um membro da família que só recebe tem a tendência de se colocar em uma posição de superioridade aos demais como se todos os outros do grupo familiar fossem obrigados a cuidar dele. Por outro lado, quando algumas pessoas da família ou todos da família colocam na cabeça e na prática que algum membro é fraco, acabam não ajudando porque enfraquecem a pessoa que recebe a ajuda, portanto, a lei do equilíbrio entre o dar e o receber, como o próprio nome diz, é o equilíbrio. Hoje, a pessoa recebe a ajuda, vai para frente, vai adiante e depois pode ajudar um outro da família. É assim que as coisas funcionam. É importante que para cumprir essa lei a pessoa receba com gratidão, amor e respeito, mas que ela também possa ajudar depois.
Quando a lei do equilíbrio atua, por exemplo, na relação de casal em que um dos parceiros fica apenas recebendo e não dá a contrapartida, a tendência é que o relacionamento se enfraqueça. Entre amigos é a mesma coisa: quando apenas uma parte se dedica a manter a amizade e a outra fica só recebendo e não faz quase nada, a tendência é que a amizade desapareça.

A lei do equilíbrio é uma lei arcaica, muito antiga, que procura manter exatamente o balanceamento do grupo e também ajuda as pessoas a se desenvolverem, sabendo receber com gratidão quando precisarem de ajuda mas adotando a postura de uma simplicidade voluntária e não de arrogância, como nós vemos.
A maioria dos casos que vemos nas famílias, de gente que apresenta dificuldade em ter a prosperidade material, principalmente, é arrogante e se coloca como maior do que o restante no grupo.
Pense nisso e descubra o que está por trás da aparência. A essência é o que pode fazer a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *