O QUE VOCÊ QUER E DO QUE VOCÊ PRECISA SÃO AS MESMAS COISAS?

O QUE VOCÊ QUER E DO QUE VOCÊ PRECISA SÃO AS MESMAS COISAS?

A mente manhosa tem por característica principal ser arrogante. Por baixo da capa do “coitadinho” oculta-se um ego extremamente inchado e que se vale da camuflagem para impor suas vontades infantis.

Entretanto, a Vida não dá às pessoas de mentes manhosas o que elas desejam, dá apenas aquilo do que elas precisam e é aí que as máscaras caem.

Quando os seres ainda estão imaturos internamente (isso não tem nada a ver com a idade cronológica), não conseguem discernir suas reais necessidades. Somente quando, por vontade própria, se colocam como adultos é que a Vida começa a responder de forma cada vez mais positiva aos anseios de suas almas.

Há tempo para tudo, mas o arrogante não aceita isso e age exigindo que a vida e os semelhantes atendam às regras que ele mesmo cria, como se fosse maior do que todo o resto da humanidade ou mais importante do que os demais.

Essas mentes manhosas consultam os médicos e lhes exigem tratamentos e prescrições conforme o que querem, evidentemente, quando não conseguem isso, ficam de birra e sempre difamam esses profissionais, tentando diminuir a competência deles simplesmente porque não atenderam aos seus caprichos de gente imatura e inadequadamente exigente.

Fazem o mesmo com o advogado, com o vendedor, com o dentista, com o psicólogo, com o líder religioso, com o empregado, com o patrão, com o seu gerente e, claro, primeiramente, com os familiares. Se colocam psicologicamente numa perigosa posição de superioridade, por isso, não avançam na vida e vão ficando cada vez mais solitários.

Afinal, o que você quer e do que você precisa são as mesmas coisas? Nem sempre isso coincide. Se a pessoa é maleável, a vida também é flexível com ela, portanto, se quem busca a solução e o tratamento na vida material, emocional ou espiritual se coloca com verdadeira e sincera atitude de receber o que precisa, a Vida responde e resolve ou cura. É assim que funciona e somente as mentes manhosas (aquelas que se apresentam como vítimas e “coitadinhas”) não se curvam a essa grande e imutável realidade.

De toda forma, as mentes manhosas precisam de tratamento e merecem, se adotarem uma postura favorável, solução e cura. Muitas vezes, as pessoas buscam solucionar alguma coisa que, na verdade, é apenas reflexo de algo totalmente diferente do que pensavam. Se aceitam isso com inteligência e desejo de crescimento pessoal, progridem e se soltam dos laços que as prendem ou as impedem de sair do lugar.

O que a pessoa quer e do que ela precisa nem sempre são as mesmas coisas, porém, se a Vida mostra a real necessidade e se o interessado aceita de boa vontade e com atitude de adulto, as boas soluções acontecem e tudo passa a fluir para a saúde, a vida amorosa, a relação familiar, a profissão, a prosperidade financeira, emocional e espiritual. (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico e Constelador Familiar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *