O ENCANTAMENTO E OS DESAFIOS DO AMOR A DOIS

O amor a dois tem encantamento e desafios e, para gerar felicidade, precisa ser visto de uma maneira mais ampla.

É da natureza humana, ao ter contato com o novo, ter medos e encantamentos. Ambos tendem a desaparecer após a percepção ser ampliada. Quando a consciência é ampliada acontece algo semelhante a abrir os olhos e enxergar ainda melhor e mais detalhadamente. Além desse movimento, como disse, natural, as necessidades da alma tem duas naturezas: uma contínua, imutável, outra, absolutamente dinâmica, que busca mais e busca também o que é novo.

Por estas razões é que estou refletindo com você acerca do encantamento e dos desafios do amor a dois. Nestes tempos de hiperconexão, em que as imagens tomam conta do nosso tempo seja em fotos ou vídeos nas redes sociais, torna-se um ambiente muito propício à falta de compromisso e ao estranho mundo das relações descartáveis por conta dessa velocidade do que parece ser novo a todo instante.

Os desafios do amor a dois chegaram a um nível tão sério que, atualmente, alguns estudiosos discutem o que chamam “microtraição”. É um tema ainda muito novo em termos de abordagem, que, entretanto, sempre esteve presente na humanidade com outros recursos, estando, agora, agravado por conta das redes sociais. A discussão abre tanto a questão da fidelidade entre os parceiros, quanto da maturidade e da segurança individual para suportar e superar situações que nossos antepassados não viveram dessa forma atual.

O encantamento precisa ser prolongado pela admiração mútua e pela atitude de evitar comparações seja no aspecto físico, financeiro e outros, além de cultivar o carinho corporal, o contato (ou seja, tato, mesmo, sentir a pele na outra pele), isso ajudará muito porque estamos perigosamente transformando nossas interações em toques e likes virtuais.

Os desafios poderão ser enfrentados com maturidade pelo investimento do sentimento e do tempo do estar junto. Estar junto e realizar atividades a dois trazem um fortalecimento do casal, independentemente da sua orientação filosófica, política, religiosa ou sexual. Os desafios não desaparecem pela presença do encantamento e da admiração mútua, é preciso construir juntos um projeto de amor a dois.

Certamente, se cada parceiro ou parceira tomar no coração seus pais biológicos, muito do que hoje é visto como relacionamentos voláteis passarão a ter mais liga, interesse e compromisso de alma para que o encantamento atravesse a barreira do tempo e os desafios sejam encarados e vencidos com sabedoria e uma profunda atitude de amor que une, fortalece e não se distrai na imensa rede das ilusões de um mundo cada vez mais dinâmico. (Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico e Constelador Familiar).

One thought on “O ENCANTAMENTO E OS DESAFIOS DO AMOR A DOIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *