AOS QUE BUSCAM UMA CURA MAIOR (Parte 1)

A razão e a confusão de ideias impedem que uma cura maior aconteça.

O coração é mais do que um símbolo da sede dos sentimentos. Literalmente, o coração tem um poder imensurável de promover o encontro do buscador com um Caminho Essencial, aquela trilha desconhecida pela razão e ofuscada pela multiplicidade de ideias, que leva à compreensão e à solução das aflições humanas.

Já vivi mais de meio século e, desde a infância, me chama a atenção a dor humana. E quanto mais amplio o olhar para a dor da existência, mais percebo o quanto muitas pessoas estão presas na teia do pensar e pouco abertas ao movimento do coração. É como se tudo tivesse que ser explicado e sabido, como se o saber fosse capaz de solucionar os infortúnios, a escassez, a falta de amor e a pouca energia para enfrentar as intempéries da vida.

O Caminho do Coração ainda é pouco conhecido, aliás, ainda nem sequer foi aceito por grande parte dos que sofrem e veem suas vidas murcharem debaixo de toneladas de sofrimentos, queixas e revoltas cujas consequências se fazem sentir no corpo e seus adoecimentos cada vez mais camaleônicos. O que se oculta debaixo das doenças? O que uma doença pode revelar de profundo, de alma e de espírito para a pessoa?

Aos que buscam uma cura maior quero dizer que sem entrar no sentimento, poucos resultados efetivos acontecerão; a cura maior a que me refiro é aquela que liberta a emoção dos vínculos “adoecedores” e que, frequentemente, atravessam gerações afetando descendentes que nem sequer se dão conta da origem de seus sofrimentos materiais, mentais, emocionais ou espirituais.

Como primeiro exercício para ampliar a percepção, recomendo que considere seus sentimentos como grandes placas que podem indicar o epicentro das suas dores na vida, nas relações familiares, na vida amorosa, no trato com o dinheiro, na forma como lida com sua profissão ou empreendimento e até com a falsa moral que tenta impor a si e aos semelhantes. O que aparentemente não tem nenhuma relação poderá, se olhado com mais atenção, revelar uma conexão com algo não resolvido no coração. Sinta isso e observe os efeitos na sua vida.

(Aluísio Alves: Doutor em Educação Médica, Psicanalista, Terapeuta Sistêmico e Constelador Familiar).

One thought on “AOS QUE BUSCAM UMA CURA MAIOR (Parte 1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *