Mãe relata transformações na vida da filha após participação em Workshop, com Aluísio Alves

“Tenho uma filha de 36 anos de idade. Essa filha nunca teve saúde, desde que nasceu. A vida dela sempre foi pautada de fortes dores de cabeça e desarranjos intestinais. Tudo sempre muito intenso e em doses cavalares, sem contar outros distúrbios que apareciam associados a estes.

De médico em médico, a realidade é que pouco resultados víamos entre um tratamento e outro, entre um diagnóstico e outro. No ano de 2005 uma especialista diagnosticou DOENÇA DE CROHN. E ela tratou essa doença que para nós era nova. Dietas rigorosas, medicação cara, exames invasivos, enfim.

Depois disso ainda apareceu pancreatite e cálculos na vesícula que teve que ser retirada. Mas os sintomas persistiam. E ela tocava a vida como podia.

Muito esforçada, estudiosa, tentava seguir adiante vivendo um dia de cada vez. Em muitos dias não conseguia sair da cama.

Em 2017 conheceu uma nova médica que a diagnosticou com DOENÇA CELÍACA – 100% intolerante ao Glúten. Daí para frente a dieta ficou mais restrita ainda. Mais uma realidade a ser enfrentada…

Um dia, ouvindo um áudio que recebi de uma amiga, sobre Constelação Familiar ouvi o Dr. Aluísio Alves dizer que as mães poderiam ajudar seus filhos através de uma Constelação. Partindo desse princípio fui participar de um workshop e, através dele, descobrimos que minha filha havia recebido uma carga muito grande de sofrimentos das nossas ancestrais maternas.

Todas essas informações foram trabalhadas naquele momento. A partir daí aconteceu uma reviravolta na vida dela e eu fiquei observando tudo e achando que fazia parte do processo. Hoje, seis meses depois daquele workshop posso dizer que eu penso que ela esteja passando por um processo de cura já que muitos sintomas estão melhorando. A vida dela está fluindo em todas as áreas.
O astral melhorou e o semblante está mais leve, pois ela tinha um cansaço sem fim. Vivia depressiva, sempre querendo dormir. Obesa, hoje já emagreceu 7 quilos.

Sou muito grata ao Dr. Aluísio, pois ele me mostrou uma luz no fim do túnel. E estou muito feliz, afinal, qual mãe não fica feliz com a melhora da vida de seus filhos?”

Maria Aparecida Muniz Ferreira
Professora Aposentada
Pouso Alegre-MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *