O QUANTO VOCÊ VALORIZA QUEM O INCENTIVA E COMO DEMONSTRA ISSO?

Uma palavra de incentivo, um gesto que demonstra apoio: impossível medir a grandiosidade do impacto positivo na vida de quem recebe.

Em certos momentos, melhor dizendo, em incertos momentos, o poder que tem o incentivo transforma sentimentos de derrotas ou de impossibilidades em atitudes de superação. Parece que, ao receber uma expressão de confiança vinda do outro, uma alavanca é movida e a alma, com esse impacto, olha para o mais, volta a acreditar em si e realiza os movimentos necessários para retomar o lugar que lhe cabe no mundo.

Quem o incentiva faz algo mágico por você: remove a baixa autoestima que apagava o brilho da sua vida, reacende a vontade de ir além das frustrações ou de erros cometidos. Quando alguém demonstra que acredita em você, é como se estivesse dizendo: “Hey, acorde para quem você verdadeiramente é!” ou “não importa o que tenha acontecido, mude de fase, você pode mais!”.

Essa atitude salvadora do incentivo e do acreditar no outro pode acontecer no ambiente de trabalho, um colega, um gestor, um líder, uma pessoa de qualquer nível hierárquico que olha e percebe você com seu potencial… certamente, seu dia, sua carreira podem ser mudados para melhor quando você recebe um incentivo, uma espécie de carta de crédito pessoal que o desperta da ilusão do “coitadismo”, do vitimismo e da impotência.

Pode ser na sua família em que aquela pessoa olha nos seus olhos e, muitas vezes, sem dizer nada, sorri e você entende tudo: que não há nada de errado com você e que a vida o chama urgentemente para o movimento, afinal, “águas paradas não tocam moinho”….

Pode ser na comunidade, no curso, pode ser de um desconhecido, pode ser em qualquer lugar e pode vir de qualquer pessoa que tem uma palavra empoderadora que entra em seus ouvidos, percorre seu sangue, toma seu corpo e sua alma e você “voa com gaiola e tudo” para um novo estado mental e prossegue no enfrentamento dos desafios que lhe pertencem…

O incentivo, o acreditar no outro é, verdadeiramente mágico!

A questão é o quanto você valoriza quem o incentiva e como demonstra isso!
Incentivo, apoio, acreditar no outro não pode, como disse antes, ser mensurado, não é grande ou pequeno, não é forte ou fraco, cada palavra ou gesto que eleva pessoas vem na medida certa para quem recebe e, claro, receber aqui significa acolher com sentimento de profunda gratidão porque, em muitos casos, quem estimula o outro, acredita muito mais na pessoa do que quem recebe o poderoso influxo do incentivo.

O quanto você valoriza quem o incentiva e como demonstra isso?

Qual é a sua resposta? (Aluísio Alves: Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Pós-Doutorando em Educação, Doutor em Educação Médica, Hipnose Clínica, Mentoria de Líderes e Equipes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *