QUAL É O VALOR QUE VOCÊ SE DÁ?

Quando a pessoa se trata mal, negando atenção e valor a si mesma, sem se dar conta, aproxima-se do adoecimento e ao mesmo tempo se distancia da força da vida.

É silencioso o autoabandono. Até mesmo os que convivem mais de perto levam um bom tempo para perceberem que a pessoa está se deixando em último plano. Para agravar o quadro, quando questionada, usa do mecanismo da negação, dizendo que está tudo bem.

Esse perigoso jogo coloca em risco a saúde física porque a alma da pessoa que se nega o valor que tem está adoecida, mas, ao mesmo tempo, não consegue se ver como merecedora de cuidados e de tratamentos.

Às vezes, essa autoestima baixa é fruto de algum insucesso, algo que não deu certo e pelo qual o indivíduo se culpa, mesmo que não tenha tido responsabilidade direta sobre o acontecido. Pode ser que seja muito exigente consigo e não aceite falhar. Pode ser que tenha sido acusada injustamente. Pode ser que tenha sido caluniada. Pode ter sofrido uma frustração muito forte em relação a outros. Podem ser muitas causas ou motivos.

Em qualquer circunstância, é muito importante que a pessoa fique a seu próprio favor, mesmo sabendo das suas imperfeições e buscando se melhorar, mas, jamais negar a si o valor de ser humano que tem. Isso é sagrado. Todos os seres têm seu valor e não é saudável negar a si mesmo aquilo que lhe pertence. Mesmo que não tenha acontecido nada de grave ou que tenha desencadeado o sentimento de baixo valor, em qualquer momento é preciso buscar o equilíbrio da visão sobre si, nem de arrogância e nem de baixa autoestima. O valor está em ser o que é independentemente do que tenha materialmente, da aparência física, das crenças que professa na vida, do meio social em que vive.

Dar valor a si mesmo é celebrar a vida que vem de uma Fonte lnesgotável, atravessou os ancestrais e chegou como um presente maravilhoso. Quando eu lhe pergunto qual é o valor que você se dá, a intenção é tocar a sua sensibilidade e despertar seu coração para o quanto a sua grandiosidade que está dentro de si, daquilo que nem sempre o mundo percebe, reconhece ou fala. Qual é o valor que você se dá? Como você pode aplicar esse princípio em seu trabalho, na sua profissão, nos relacionamentos, na maneira de se motivar para buscar o que sua alma quer, na forma que escolhe deixar um legado que será a sua marca pessoal nos outros com os quais você convive atualmente?
Qual é o valor que você se dá? Esta pergunta apenas quer convidar você para se reencontrar consigo e dedicar-se a viver uma vida plena de sentidos e significados com autoestima elevada, autoconfiança e muita saúde física, emocional e espiritual. Afinal, qual é o valor que você se dá? (Aluísio Alves: Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Pós-Doutorando em Educação, Doutor em Educação Médica, Hipnose Clínica, Mentoria de Líderes e Equipes).

One thought on “QUAL É O VALOR QUE VOCÊ SE DÁ?

  1. TARCISIO DE OLIVEIRA E SOUZA JUNIOR Reply

    Uma vez em uma entrevista a pergunta foi: Qual valor você se da; a resposta foi simples, o simples valor do esforço para vive-la o melhor possível sem atrapalhar a vida de outrem, pois vivo minha vida e sempre quero vive-la bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *