A FORÇA DA VIDA ACIMA DOS CONCEITOS E DAS TEORIAS

A vida acontece e segue sua rota sem depender do que nós pensamos ou teorizamos sobre este intrigante movimento que inclui o mundo microscópico e o macroscópico. Tudo se move seguindo leis arcaicas, sendo a maioria imperceptível, porém, claramente essas leis se mostram nos efeitos no nível geral e no aspecto individual.

Enquanto estivermos numa postura de superioridade em relação aos fenômenos da vida, mais sofreremos por, inconscientemente, ocupar lugares que não nos pertencem ou tentar ajustar os outros e a vida aos nossos conceitos e teorias. Que tipo de controle pensamos ter sobre quaisquer manifestações da existência? Se formos honestos, admitiremos que vivemos por uma permissão de Forças Superiores, independentemente do nome que cada pessoa ou grupo dá a isso.

No caso dos sofrimentos existenciais, aquilo que dilacera o pensamento e o sentimento, colocando-nos, muitas vezes, diante do insondável e do incompreensível, para serem tratados e superados, a primeira atitude é a de concordância com nossa própria incapacidade de entender tudo ou dominar tudo. Isso, por outro lado, não significa que devamos ficar na passividade eterna, sem fazer esforços para superar nossas imperfeições e inventar formas de atravessar os vales dos desafios e os desertos da alma. É na atitude respeitosa e de sincera reverência ao que é maior do que nós é que conquistamos, paradoxalmente, nossa competência para administrar o que nos pertence e o que cabe a nós realizarmos neste mundo impermanente.

A força da vida acima dos conceitos e das teorias é clara e inegável, portanto, quem se coloca contra essa realidade gigantesca, enfrenta desarmonias no corpo, na alma e no espirito. O segredo é se posicionar favoravelmente em relação à vida e a seus movimentos, preservando a identidade pessoal, porém, abandonando a arrogância que não leva a nada, somente ao adoecimento e à sensação de revolta, filha da falta de aceitação.

No tratamento dos sofrimentos, a atitude reverente à Fonte da Vida traz resultados imediatos e abre o caminho para desfazer os nós cegos que impedem a fluxo da existência. isso inclui compreender porque tem aquela mãe e aquele pai e não outras pessoas, honrar os antepassados com todas suas imperfeições e virtudes, atitude de gratidão aos que vieram antes e que, à sua maneira, nos legaram um mundo e a oportunidade de participar deste movimento incrível que é a vida.

A força da vida, de verdade, está acima dos conceitos e das teorias, é maior do que nossos julgamentos e das nossas preferências, portanto, o passo decisivo que cada um de nós pode dar é nos colocarmos nos lugares que nos pertencem e oferecer o melhor de nós. Assim, a harmonia é reconquistada e cada pessoa fica alinhada com as dinâmicas arcaicas e imutáveis da Vida, passando a ser conduzida voluntariamente para um estado de mais saúde no corpo e no espírito. (Aluísio Alves: Psicanalista, Terapeuta Sistêmico, Pós-Doutorando em Educação, Doutor em Educação Médica, Hipnose Clínica, Mentoria de Líderes e Equipes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *